Bolsonaro tenta sancionar perdão a igrejas, mas jurídico dificulta, diz deputado

Bolsonaro tenta sancionar perdão a igrejas, mas jurídico dificulta, diz deputado

Jair Bolsonaro tem até o fim do dia para decidir se sanciona ou veta o perdão de R$ 1 bilhão em dívidas de igrejas.

Em reunião na quarta-feira (9) com líderes da bancada evangélica, o presidente disse que concordava com a anistia, mas poderia praticar crime de responsabilidade ao sancionar a lei, por não haver previsão orçamentária para a renúncia da receita.

Um deputado da bancada disse o seguinte a O Antagonista:

“O presidente está fazendo todo esforço para sancionar, mas o jurídico está dificultando.”

Leia mais: Gleisi e Bolsonaro do mesmo lado
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 65 comentários
TOPO