Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro usou verba da Câmara para pagar viagem de lua de mel, diz livro

Em 2007, um dia após formalizar o casamento com Michelle, o então deputado usou a cota parlamentar para bancar suas passagens aéreas
Bolsonaro usou verba da Câmara para pagar viagem de lua de mel, diz livro
Foto: Isac Nóbrega/PR

O presidente Jair Bolsonaro usou a cota parlamentar para custear as passagens de sua lua de mel com Michelle, quando era deputado federal. A informação consta no livro “Nas asas da mamata: A história secreta da farra das passagens aéreas no Congresso Nacional”, de Eduardo Militão, Eumano Silva, Lúcio Lambranho e Edson Sardinha.

Em novembro de 2007, um dia depois formalizar o casamento, Bolsonaro e Michelle viajaram para Foz do Iguaçu, no Paraná, em um voo da Gol. As passagens, que custaram R$ 1.729, foram bancadas com dinheiro da Câmara dos deputados.

O então deputado ainda justificou internamente sua ausência por sete dias para evitar corte de salário, como “núpcias”.

Segundo os autores, as companhias TAM, Varig e Gol forneceram ao Judiciário registros de, pelo menos, 17 viagens de Michelle pagas pela Câmara entre agosto de 2007 e fevereiro de 2009.

No total, voos dela e de seus parentes custaram aos cofres públicos R$ 18 mil, em valores da época.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO