Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro volta a citar TCU e insiste em mentira sobre mortes por Covid

O presidente voltou a dizer que metade das vítimas da doença no ano passado morreram de outras causas
Bolsonaro volta a citar TCU e insiste em mentira sobre mortes por Covid
Foto: Adriano Machado/Crusoé

O presidente Jair Bolsonaro insistiu no discurso mentiroso de que um acórdão do TCU indica que aproximadamente metade das vítimas de Covid em 2020 morreram de outras causas. A informação foi desmentida pelo próprio TCU na segunda-feira (7), quando Bolsonaro deu a declaração pela primeira vez.

Como revelado pela Crusoé, o presidente se baseou em um documento não oficial inserido no domingo no sistema do TCU pelo auditor Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, amigo dos filhos de Bolsonaro.

Em conversa com apoiadores nesta quarta-feira (9), o presidente disse que a supernotificação pode chegar a quase 45%.

“O TCU fez dois acórdãos, não sei porque tiraram do ar, dizendo que o critério mais importante para mandar recursos para estados é as notificações de Covid. O próprio TCU disse que essa prática poderia não ser a mais salutar, porque incentivaria supernotificações. Alguns governadores, para receber mais dinheiro, notificavam mais mortes por Covid.”

Segundo ele, o Brasil teria uma das menores taxas de mortes por milhão de habitantes se não fosse a supernotificação.

Bolsonaro ainda disse que está sendo perseguido pela imprensa.

Tem gente querendo desqualificar o que eu estou falando para não incriminar governadores.”

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie o jornalismo independente.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO