Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bolsonaro volta a mentir que Coronavac 'não tem comprovação científica'

Em entrevista nesta sexta-feira, presidente também levantou suspeitas sobre o preço estabelecido pelo Butantan para a venda do imunizante
Bolsonaro volta a mentir que Coronavac não tem comprovação científica
Foto: Isac Nóbrega/PR

Jair Bolsonaro voltou a mentir nesta sexta-feira (23) ao dizer que Coronavac não teria comprovação científica. Em entrevista à Rádio Grande FM, do Mato Grosso do Sul, o presidente defendeu o suposto tratamento precoce contra a Covid.

“Uma vacina como a Coronavac, que não tem comprovação científica. Como é que eu posso obrigar alguém a tomar algo que não está comprovado cientificamente? Por outro lado, o tratamento precoce. É uma obrigação do médico buscar uma alternativa para alguém que está sofrendo”.

A Coronavac foi aprovada pela Anvisa para uso emergencial em 17 de janeiro. O ensaio clínico, também aprovado pela Anvisa, foi realizado pelo Butantan em 2020. 

Além disso, ninguém é “obrigado” a tomar vacina nenhuma no Brasil.

Bolsonaro também voltou a levantar suspeitas sobre o preço estabelecido pelo Butantan para a venda do imunizante. Na live de ontem, o presidente disse que pediu para a CGU investigar a diferença de valor do produto em relação ao ofertado pela Sinovac.

“Eu não quero acusar o Butantan de fazer nada errado. Aguardamos a planilha de preço deles, sempre negada para nós. Quem sabe justifique nós pagarmos US$ 10 pelo que está sendo oferecido por US$ 5. Essas questões dúvido que a CPI apure.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO