Bomba desarmada

Depois de manter o veto ao reajuste do Judiciário, o Congresso aprovou agora à tarde a manutenção do veto presidencial ao atrelamento da política de salário mínimo a todos os benefícios pagos pelo INSS.

Novamente, os votos dos deputados foram suficientes para sacramentar a questão. Foram 160 votos a favor do veto e 211 votos contra – eram necessários 257 votos contrários -, o que significou uma vitória para o governo um pouco mais folgada.

Michel Temer enquadrou os deputados rebeldes. O governo estimou em R$ 11 bilhões o impacto nas contas, caso o veto fosse derrubado.

Faça o primeiro comentário