Bônus para trabalhar

Animados com os honorários de sucumbência embolsados pelos advogados da União – graças ao novo CPC -, analistas e fiscais da Receita pressionam o governo para receber bônus de desempenho.

A ideia está se alastrando no serviço público, assim como a prática de arbitragem por parte de procuradores federais, como forma de contornar a proibição do exercício da advocacia privada.

O Brasil é uma jabuticabeira.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

  1. Vão ganhar um extra para caçar os salários dos trabalhadores que suam mais de cinco meses só para pagar esse “leão” faminto. Reajuste moral e correto da tabela do IR, nem pensar? Querem arrecadar mais? Cobrem aos empresários, bancos e grandes empresas que não pagam nem um tostão das multas aplicadas e continuam burlando. Para eles, há perdão, para o trabalhador condenação.

Ler mais 36 comentários
  1. Vão ganhar um extra para caçar os salários dos trabalhadores que suam mais de cinco meses só para pagar esse “leão” faminto. Reajuste moral e correto da tabela do IR, nem pensar? Querem arrecadar mais? Cobrem aos empresários, bancos e grandes empresas que não pagam nem um tostão das multas aplicadas e continuam burlando. Para eles, há perdão, para o trabalhador condenação.

  2. E o salário rechonchudo que recebem é pra quê? E a avaliação de desempenho que a CCJ aprovou para os funcionários públicos, que podem ser demitidos a qualquer tempo, não se aplica? Trabalhar bem e produzir é uma obrigação da profissão.

  3. Só para efeito de comparação, os engenheiros tem um piso salarial de 8,5 salários mínimos na iniciativa privada, se funcionários públicos, NÃO TÊM ESSE DIREITO
    Na mamata dos adevogados todos são iguais e note-se, se ser problema com as obras, os engenheiros quando culpados, pagam ou são presos enquanto com os adevogados, quando perdem um processo por incompetência, nada acontece foi erro de interpretação. Já passou da hora de acabar com a mamata deles.

  4. Falta vergonha na cara!
    Os militares é que são os privilegiados da república!
    Não há qualquer legitimidade nos ocupantes da Praça dos Três Poderes, especialmente no Supremo protetor dos criminosos. A Nação foi a derrocada moral!
    Só há uma solução legítima o Povo dar ele mesmo ordem de prisão para esses criminosos!
    Luladrão teu lugar é na prisão!

  5. Eles não deveriam receber salário, só o bônus de sucumbência. Quer dizer que só produzem se receberem um incentivo por dentro. Desses honorários deveriam ser descontados os gastos nos processos, inclusive e principalmente os salários. Melhor, se perderem que paguem os mesmos honorários para a outra parte. Bingo!

    1. Seria péssimo mesmo assim. A Justiça brasileira é paquidermicamente lenta e os juros são estratosfericamente altos. Ao incentivar levarem os processos até o final (para receberem a sucumbência), desincentivam qualquer acordo, e os cofres públicos deixam de receber $x hoje para receber $2x… daqui a 20 anos, SUPONDO que o devedor não tenha esvaziado o patrimônio e tenha condições de pagar. Não tem a menor lógica econômica. Brasil sempre ferrando com [o dinheiro do povo] as contas públicas para beneficiar uns e outros.

    1. Gilberto, duvido bastante que a remuneração fixa dos diversos países citados – EUA inclusive – seja comparável à do advogado público brasileiro. Logo, não tem que receber sucumbência e ponto. Além disso, duvido que a Justiça desses países seja tão lenta quanto a brasileira. Ao incentivar levarem os processos até o final (para receberem a sucumbência), desincentivam qualquer acordo, e os cofres públicos deixam de receber $x hoje para receber $2x… daqui a 20 anos, SUPONDO que o devedor não tenha esvaziado o patrimônio e tenha condições de pagar. Não tem a menor lógica econômica. Brasil sempre ferrando com [o dinheiro do povo] as contas públicas para beneficiar uns e outros.

  6. Os advogados da AGU são mais bem remunerados do que juízes e promotores. Os honorários advocatícios que recebem não são tributados com a alíquota de 27,5% no mês do recebimento, apenas quando da entrega da declaração de ajuste anual. O engraçado é que a maior parte dos honorários é decorrente de crédito tributário constituído pelo Estado. Por que razão os advogados da AGU não descontam de seus honorários a sucumbência que é arcada pela União quando ela é derrotada em processos judiciais?

    1. Porque a derrotada é a União, não os advogados. O erro foi ter permitido essa mamata no CPC. Advogado pública não tem que receber nada de sucumbência e ponto. A Justiça brasileira é paquidermicamente lenta e os juros são estratosfericamente altos. Ao incentivar levarem os processos até o final (para receberem a sucumbência), desincentivam qualquer acordo, e os cofres públicos deixam de receber $x hoje para receber $2x… daqui a 20 anos, SUPONDO que o devedor não tenha esvaziado o patrimônio e tenha condições de pagar. Não tem a menor lógica econômica. Brasil sempre ferrando com [o dinheiro do povo] as contas públicas para beneficiar uns e outros.

  7. Tem que terceirizar tudo. Funcionário público é outro mal deste país. Reclamam, fazem greves, mas não largam a “teta”. Não está satisfeito, venha para a iniciativa privada, aqui é necessário se pagar e gerar alguma riqueza, senão é pé na bunda! E é assim que tem de ser, chega de pagar imposto para sustentar sanguessugas.

  8. Todas essas articulações tem a figura do advogado por trás.
    .
    O Estado brasileiro foi capturado pela classe dos advogados. Criaram várias instâncias e recursos para alongar o processo e eles enriquecerem. O sindicato da categoria pode indicar juízes (“quinto constitucional”). Agora os advogados públicos vão ganhar mais honorários. Nunca vai ter fim!
    .
    Por isso todo jovem de classe média cursa direito. O Brasil é o país dos advogados.

  9. Falo há tempos.Não tem mais jeito.Os 3 poderes na 03 esferas da federação estão podres,fétidos,corrompidos.A Grande imprensa e contratados (repórteres, jornalistas,comentaristas,palestrantes e outros istas..) a maioria “Vendidos”. Tribunais de Conta, Partidos,Sindicatos,Confederações,Federações, Sistema S,OAB, uma nojeira.Só uma Intervenção Militar-Estado de Sítio, Nomeação de uma Constituinte para ACABAR com os absurdos da CF de 1988. Como É POSSÍVEL poderes LEGISLAREM em causa própria. O TITANIC JÁ DEU ÁGUA. FA já – Art.142 CF ou qualquer outro que justifique. O STM poderia ajudar.

  10. A Receita Federal não precisa , não merece bônus e sim punição .
    Trabalharam para a JBS e outras campeãs nacionais dos ptralhas , multado e perseguindo as concorrentes para depois serem compradas por bagatela com dinheiro público .

    1. O que acabou foram os políticos juntamente com os empresários e funcionários públicos corruptos. Não generalize!