Bordel

Lauro Jardim:

“Edinho Silva entrou no circuito ontem para acalmar o ânimo de Hugo Motta, exaltado com a perspectiva de ver o Palácio do Planalto liberar Marcelo Castro do Ministério da Saúde para votar em Leonardo Picciani.

O fato é que o Planalto não tem certeza de quem leva, se Picciani ou Motta. Pelo bem, pelo mal, foi melhor acalmar Hugo Motta e dizer que o governo não tem se metido no assunto.

Mas Marcelo Castro deverá, sim, ser exonerado amanhã.”

Isso não é política. É bordel.