Boulos ofende a inteligência alheia

Boulos ofende a inteligência alheia
Foto: Reprodução/Facebook/GuilhermeBoulos

Guilherme Boulos, como registramos há pouco, gravou um vídeo alegando que sua frase de ontem foi retirada de contexto e que ele não apoia a contratação de servidores para compensar o déficit da previdência.

A justificativa soa como ofensa à inteligência alheia, visto que ele repetiu diversas vezes o raciocínio de que “fazer concursos é uma forma de arrecadar mais para a previdência pública e equilibrar a conta com os inativos”. E ainda arrematou: “Então, é isso que eu vou fazer.”

Claro que o candidato do PSOL, como a maioria dos políticos em época de eleição, pode ter mudado de ideia de ontem para hoje diante da repercussão negativa. Mas deveria ter usado o novo vídeo para explicar qual sua tese para resolver o déficit previdenciário de São Paulo.

Ou vai dizer que o déficit não existe?

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 76 comentários
TOPO