ACESSE

“Muito obrigado, presidente, mas nós não estamos à venda”

Telegram

O deputado federal Júnior Bozzella, vice-presidente nacional do PSL, negou que haverá reaproximação de seu partido com Jair Bolsonaro.

Ele disse ao UOL:

“O PSL escolheu defender o Brasil e não garantir a si mesmo. O governo se vendeu. Trocou tudo aquilo que sempre disse defender e acreditar para garantir a sua sobrevivência (…).

“Muito obrigado, presidente, mas nós não estamos à venda. Por gentileza, guarde os seus cargos para o Centrão e os seus amigos de estimação.”

Como publicamos mais cedo, Major Olímpio ameaçou abandonar o PSL após ler em O Globo sobre a tentativa de Bolsonaro de reaproximação com o partido.

“Me deu vontade de vomitar!”, disse o senador.

Leia mais: Paralisia no centro poder: Clique para ler mais

Comentários

  • Roosevelt -

    Dois aproveitadores sem cacife político. A história vai mostrar o quanto são insignificantes.

  • Maria -

    POR FAVOR, ONDE SE LÊ "AMIGOS DE ESTIMAÇÃO", LEIA-SE "CÃEZINHOS DE ESTIMAÇÃO"...

  • Jose -

    Parabéns PSL, não se venda, deveria mandar embora todos aqueles que apoiam o presidente bipolar que só deseja proteger seus filhos, família, amigos e o centrão,

Ler 154 comentários