Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Bozzella: "Sabemos que haverá muita pressão para que a liminar de Rosa não seja referendada"

Plenário do Supremo vai analisar liminar da ministra que interrompeu a farra das emendas distribuídas sem critérios e transparência
Bozzella: “Sabemos que haverá muita pressão para que a liminar de Rosa não seja referendada”
Foto: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

O deputado Júnior Bozzella (foto), do PSL de São Paulo, disse a O Antagonista que a decisão de Rosa Weber de suspender a farra do orçamento secreto precisa ser mantida pelos demais ministros do STF.

“O Supremo tem, até aqui, agido de maneira vigilante para conter qualquer tipo de excesso que ameace a democracia e a Constituição. Creio que agora não será diferente. O orçamento paralelo é um sistema escandaloso que precisa ser combatido, pois institucionaliza a compra de apoio político.”

Bozzella acrescentou que as chamadas emendas de relator “favorecem de maneira preponderante aqueles que recebem os recursos, o que prejudica e desequilibra o processo democrático”.

“Sabemos que haverá muita pressão para que a liminar da ministra Rosa Weber não seja referendada e para que o orçamento paralelo seja mantido, mas a minha expectativa é que prevalecerá a Justiça.”

Em junho deste ano, em entrevista à Crusoé, Bozzella havia dito que o esquema do orçamento secreto “é pior que o mensalão”: relembre aqui.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO
×
Oferecimento....