Braço-direito do interventor do Rio deixa o cargo

O chefe do gabinete da intervenção federal no Rio, general Mauro Sinott Lopes, deixou o cargo.

Segundo o Comando Militar do Leste, a saída dele já estava prevista, uma vez que tinha sido nomeado para comandar a 3ª Divisão do Exército, em Santa Maria (RS).

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

Ler mais 7 comentários
  1. Se fosse eu já teria abandonado esse barco furado há muito tempo. Intervenção onde o soldado não pode nem se defender do bandido sem ser levado à justiça comum é o fim da picada. Fez bem.

  2. E pensar que era pra economia estar bombando a 4%.
    Era pra todo mundo estar feliz com a Copa.
    Mas… os energúmenos optaram pela Intervenção no RJ.
    E agora estamos todos nessa desgraça.
    Os políticos merecem tudo de ruim que acontecer com eles.