Braços direitos

Os contatos dos lobistas que compraram a MP da CAOA, segundo o relatório da PF reproduzido pelo Estadão, eram Erenice Guerra, braço direito de Dilma Rousseff, e Dyogo Henrique de Oliveira, braço direito de Nelson Barbosa, ministro do Planejamento.

Além deles, claro, o esquema podia contar com Gilberto Carvalho, braço direito de Lula, e Nelson Machado, braço direito de Guido Mantega.

Na Casa Civil de Dilma Rousseff, os lobistas Alexandre Paes dos Santos, o APS, e José Ricardo da Silva tinham “acesso direto” a Erenice Guerra.

Diz a PF:

“Erenice era frequentadora do escritório de José Ricardo, nas palavras de Hugo Rodrigues Borges (ex-funcionário de José Ricardo), o que nos parece ser verdade, tendo em vista que os mesmos, inclusive, possuem parceria de trabalho na defesa de interesse da empresa Huawei do Brasil Telecomunicações junto ao Carf”.