Brasil já tem pelo menos 11 mil fichas suja, diz estudo

Mais de 11 mil gestores públicos devem ser proibidos de concorrer nas eleições deste ano com base na Lei da Ficha Limpa.

Segundo levantamento da Associação dos Membros de Tribunais de Contas (Atricon) publicado por O Globo, são prefeitos, vereadores, servidores e funcionários de empresas condenados em segunda instância por atos administrativos ilegais.

O estudo levou em contato os dados dos 15 estados que já mandaram relatórios ao Tribunal Superior Eleitoral. O prazo termina em 25 de setembro.

As principais irregularidades cometidas pelos “ficha-suja” são não ter gasto o mínimo legal com saúde e educação, cobrança ilegal de contribuições previdenciárias ou irregularidades em licitações e contratos públicos.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua cidade. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 16 comentários
TOPO