Braskem delata

Carlos Fadigas, que presidiu a Braskem, está delatando o esquema de propinas da empresa para o PT.

De acordo com o Valor, ele “auxilia os investigadores a descobrir quanto coube à Braskem do total da suposta propina de 128 milhões de reais destinados pelo conglomerado da Odebrecht ao ex-ministro Antonio Palocci”.

Faça o primeiro comentário