Bretas condena ex-secretário de Cabral a pagar R$ 14 milhões

Telegram

Ao condenar Sérgio Côrtes a 16 anos de prisão, Marcelo Bretas também decretou a perda de R$ 14,2 milhões que o ex-secretário de Saúde do Rio mantinha em contas no exterior alimentadas por propina recebida em compras de produtos hospitalares durante o governo de Sérgio Cabral.

Em 2011, Côrtes foi acusado de receber suborno de US$ 2,4 milhões (R$ 10,3 milhões, na cotação de hoje) para favorecer as empresas de Miguel Skin e Gustavo Estellita nos contratos.

O dinheiro, depositado em contas de offshores na Suíça, só foi repatriado em 2017 — Côrtes foi condenado por lavagem de dinheiro e evasão de divisas na mesma sentença.

“Restam fartamente comprovadas as condutas dolosas dos acusados pelo conjunto probatório produzido nos autos, sendo os elementos de provas mais que suficiente para caracterizar
os delitos”, observou Bretas na decisão.

Urgente: Bretas condena ex-secretário de Cabral a 16 anos por corrupção

Comentários

  • Sonia -

    #prisao emsegundainstancia

  • OLS -

    Pre usamos de políticos comprometidos com a moral, com o povo e com o Brasil... Na realidade o que vemos é uma preocupação escandalosa com os próprios interesses...

  • OLS -

    Sérgio Moro faz o que a lei que os políticos criaram lhe permite...

Ler 6 comentários