Bretas divide entre União e Rio R$ 14 milhões devolvidos por Sérgio Côrtes

Bretas divide entre União e Rio R$ 14 milhões devolvidos por Sérgio Côrtes
Fernando Frazão/Agência Brasil

O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio, determinou que os mais de R$ 14 milhões devolvidos pelo ex-secretário de Saúde do estado Sérgio Côrtes sejam divididos igualmente entre a União e o Rio.

O dinheiro foi devolvido como parte do acordo de delação premiada do ex-secretário. Côrtes é acusado pela Lava Jato de participar de um esquema de desvio de dinheiro de sua pasta durante a gestão de Sérgio Cabral.

Com o repartimento do dinheiro, Bretas atendeu a pedido da Advocacia-Geral da União, que queria o envio de metade da verba para Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), vinculado do Ministério da Saúde, segundo o Estadão.

“Quanto à proporção da divisão dos valores devidos aos entes interessados, como bem pontuou o Estado do Rio de Janeiro, não há como individuar, com absoluta exatidão, qual parcela do montante recuperado diz respeito aos prejuízos sofridos por este ou pela União, de forma que a maneira mais equânime e célere de solucionar a questão é a divisão igualitária”, diz o despacho do juiz, assinado em 16 de outubro.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO