A briga pela cadeira de Eunício

Com o fracasso de Eunício Oliveira em se reeleger no Ceará, já está aberta a disputa pela cadeira de presidente do Senado na próxima legislatura, informa a Época.

Segundo a revista, a líder do MDB na Casa, Simone Tebet (MS), já angaria apoios no partido. Outro nome aventado é Esperidião Amin (PP-SC), que voltará ao Senado depois de 20 anos e tem boas relações com Jair Bolsonaro.

O nome de Renan Calheiros sempre é ventilado, mas sua relação com o PT pode dificultar o caminho caso Bolsonaro se torne presidente.

 

Saiba o que os grandes jornais não contam para você sobre o 2º turno AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 43 comentários
  1. Sempre admirei simone tebet,boa articulaçao ,se posiciona ,alem de que politica nova sem vicios,otimo nome,renan tem de ser preso iria impedir materias importantes contra corrupçao.

    1. Pelo que li por ai ele renan quer somente em 2021-22 ser presidente senado p/ pa depois ser reeleito 2023-24.constituiçao permite reeleiçao nesse caso.

  2. NA REPUBLICA É BRIGA PRA TUDO! Briga pelo Planalto, briga pela Câmara, briga pleo Senado, briga por ministérios, estatais…CHEGA!!! Presidencialismo de coalizão já deu!! #monarquiaja

  3. RENAN – PT QUE NÃO SAIU DO ARMÁRIO. Mas quando o PT distribuia dinheiro para os “amigos” ele era super fiel. Defendia a Dilmanta e atacou até o Temer. Quero em 2019, sem o PT, se ele vai se contr