Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Advogada diz que médicos contrários ao “tratamento precoce” eram demitidos

Segundo Bruna Morato, para os pacientes, o kit-Covid se tornava "potencialmente letal”, já que não eram feitos exames cardíacos, por exemplo
Advogada diz que médicos contrários ao “tratamento precoce” eram demitidos
Reprodução/TV Senado

A advogada Bruna Morato, responsável por ajudar a elaborar um dossiê sobre a Prevent Senior, disse há pouco à CPI da Covid que os médicos que eram contrários ao chamado “tratamento precoce” eram demitidos pelo plano de saúde.

“Os plantonistas entregavam o kit [Covid] e falavam para os pacientes: ‘Se eu não te entregar, eu posso ser demitido’. Os médicos até recomendavam as vitaminas, mas os outros medicamentos, além de não terem eficácia, eles são muito perigosos para aquele público”, disse Morato.

“Os pacientes que recebiam esses kits eles já utilizavam vários medicamentos. Para aquele grupo, entretanto, esse kit se tornava potencialmente letal”, complementou.

Morato declarou que as demissões aconteciam sempre sob a justificativa de enxugamento de quadros da Prevent Senior.

Mais notícias
TOPO