ACESSE

Bruna Surfistinha gerou empregos e atraiu milhões, diz diretor

Telegram

O diretor do filme Bruna Surfistinha, o cineasta Marcus Baldini, emitiu uma nota oficial defendendo que o longa se trata de “um projeto importante tanto pela questão artística quanto pela econômica”.

O comentário foi uma resposta às críticas de Jair Bolsonaro, que disse ontem que não pode “admitir que com dinheiro público façam filme como o da Bruna Surfistinha”.

“Bruna Surfistinha é um filme com olhar humano sobre um assunto relevante e presente na vida das pessoas. Seu impacto poderia até ser medido por números: mais de 2 milhões de pessoas assistiram ao filme somente nos cinemas. Mais outros milhões, na TV. Um filme que empregou 500 pessoas diretamente, pagou milhões em impostos, gerou receita para o Governo e foi premiado na Academia Brasileira de Cinema.”

EXCLUSIVO — TOFFOLI: A DECISÃO... E A COINCIDÊNCIA

Comentários

  • Everton -

    Se o filme é rentável, porque precisa de recursos públicos para ser feito???

  • Isaias -

    É pra gerar emprego sem o uso de dinheiro público, entendeu? Enquanto houver hospitais, escolas, delegacias e serviços públicos que não funcionam direito, é um absurdo usar dinheiro público em cinema

  • Uirá -

    Se ele gerou receitas próprias, pq teve que usar verba pública? E pq não empregou 250 pessoas? As outras 250 poderiam ter feito outro filme e duplicado a receita, os impostos, a verba para mais filmes

Ler 114 comentários