Bumlai agora quer economizar recursos públicos

José Carlos Bumlai não quer perder tempo com a CPI do BNDES e já avisou, por meio do advogado, que permanecerá calado na audiência prevista para dia 1 de dezembro – a convocação foi remarcada após sua prisão.

Arnaldo Malheiros, que faz a defesa do pecuarista, peticionou a dispensa do cliente “especialmente visando evitar custos e esforços desnecessários de deslocamento, tendo em vista que, frisa-se, exercerá seu direito constitucional de permanecer em silêncio.”

O Antagonista acha comovente a preocupação do advogado de Bumlai com os custos para o Estado

Faça o primeiro comentário