Butantan contesta promessa de Pazuello sobre entrega de vacinas em fevereiro

Butantan contesta promessa de Pazuello sobre entrega de vacinas em fevereiro
Foto: Caio de Biasi/Especial para o MS

O Instituto Butantan contestou declarações de Eduardo Pazuello, que prometeu em reunião com governadores nesta quarta (17) entregar 11,3 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 ainda em fevereiro, informa a Folha.

O ministro da Saúde disse aos governadores que, desses 11,3 milhões, 2 milhões de doses serão da vacina de Oxford/AstraZeneca, importada da Índia pela Fiocruz, e os outros 9,3 milhões da Coronavac, produzida pelo Butantan em parceria com a Sinovac chinesa.

Mais cedo, porém, o diretor do instituto paulista, Dimas Covas, havia informado que o Butantan deve produzir 426 mil doses por dia a partir da próxima terça (23) e durante oito dias —ou seja, 3,4 milhões até 2 de março, abaixo das previsões do ministério.

Consultado pelo jornal paulistano depois da reunião de Pazuello com os governadores, o Butantan manteve a previsão. O Ministério da Saúde não se pronunciou.

Leia mais: Crusoé mostra como a corte do STF volta a ser palco de troca de farpas entre ministros, intrigas e até ameaças após o julgamento da reeleição no Congresso.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO