ACESSE

Cabral admite ter recebido propina de cervejaria

Telegram

Sérgio Cabral admitiu hoje a Marcelo Bretas ter recebido propina do empresário Walter Faria, dono do Grupo Petrópolis, além de caixa dois para ao menos três campanhas eleitorais, informa o UOL.

Segundo o ex-governador do Rio, a propina –cujos valores não foram revelados– foi paga pela empresa por intermédio do seu principal operador financeiro, Carlos Miranda.

Em delação premiada, Miranda já tinha dito ao MPF que o Grupo Petrópolis –por meio da Cervejaria Itaipava, que compõe o conglomerado de empresas– pagava mesadas de até 500 mil à organização de Cabral em troca de benefícios fiscais.

Faria, até o momento, não se pronunciou sobre o caso.

Este professor recomenda: "Fechem o MEC." Leia mais

Comentários

  • William -

    Antagonistas, investiguem o emprestimo que essa 'empresa' recebeu do Banco do Nordeste em tempo recorde; doações para PT e PSDB e contratação de 10 palestras do Lula. Na época, ainda n havia OA

  • Xavier -

    Pedágio e Bebidas é fonte de dinheiro vivo para rodar em malas por esse Brasil!

  • Guerreiro -

    Ninguém perguntou se ele recebia propina de um certo Frango Rica? Ele e o Arizinho, assessor para propinas de mala cheia, eram tão amiguinhos do homem do frango. Mala rica, frango Rica

Ler 17 comentários