Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Cabral e Adriana Ancelmo são condenados por uso pessoal de helicópteros do governo do RJ

Ex-governador e sua ex-mulher foram condenados a 11 anos e 8 anos, respectivamente; segundo MP, Sérgio Cabral usou aeronave para fins privados 2.281 vezes
Cabral e Adriana Ancelmo são condenados por uso pessoal de helicópteros do governo do RJ
Foto: Valter Campanato/ Agência Brasil

O juiz André Felipe Veras de Oliveira, da 32ª Vara Criminal da Capital do TJ-RJ, condenou nesta quarta-feira (29) Sérgio Cabral e sua ex-mulher, Adriana Ancelmo, por peculato pelo uso particular de helicópteros do governo estadual para transportar familiares, funcionários, políticos e amigos, registra o G1.

Segundo a decisão, o ex-governador do Rio de Janeiro terá de cumprir mais 11 anos e oito meses de reclusão, e a ex-primeira-dama pegou mais oito anos e quatro meses de prisão. Os dois ainda terão de pagar, como indenização ao estado, um total de R$ 19,9 milhões.

Cabral e Adriana foram condenados a cumprir a pena em regime fechado, mas, de acordo com a decisão, podem recorrer em liberdade. O ex-governador, como está preso por outras condenações, permanecerá em regime fechado.

Na sua sentença, o juiz escreveu que a pena menor da ex-primeira-dama deve-se ao fato de Adriana não ter sido chefe do Executivo e ao menor número de crimes.

Na denúncia oferecida pelo MP em 2018, Cabral foi acusado de ter utilizado o helicóptero do governo em no mínimo 2.281 voos particulares nos seus dois mandatos (2007- 2010 e 2011- 2014). A ex-primeira-dama foi acusada de ter feito o mesmo pelo menos 220 vezes.

A maioria dos voos, segundo o MP, tinha como destino o condomínio de luxo de Cabral e Adriana em Mangaratiba.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO