CABRAL E PALOCCI JUNTOS

A propina da Andrade Gutierrez era repartida entre PT e PMDB. Mas a ORCRIM sempre foi uma só.

O MPF informa, de fato, que “o documento usado pelo ex-governador Sérgio Cabral para simular contratos de sua empresa, a Objetiva Gestão e Comunicação Estratégica, com o objetivo de lavar dinheiro ilegal, foi fornecido por Branislav Kontic, o assessor de Antonio Palocci que se encontra preso” em Curitiba.

Vejam o que diz o despacho do juiz Marcelo Bretas: