Cabral fica com Moro e Bretas

O ministro Luiz Felipe Salomão, do STJ, negou o pedido de Sérgio Cabral para que os processos a que ele responde por corrupção sejam enviados da primeira instância para o STJ, responsável pelo julgamento de governadores.

As ações penais contra Cabral permanecem, portanto, nas mãos dos juízes Sergio Moro e Marcelo Bretas.

Faça o primeiro comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem.

1200