Cachaça, cajuína e queijo canastra serão patenteados pelo Brasil em acordo entre Mercosul e União Europeia

O acordo entre o Mercosul e a União Europeia, construído nos últimos 20 anos, é tão minucioso que procura assegurar até a proteção dos direitos ligados a propriedade intelectual.

Ao todo, o Brasil conseguiu o registro de indicação geográfica de 38 produtos agrícolas que deverão ser respeitados nos rótulos e embalagens quando comercializados no exterior.

A cajuína, o queijo canastra e a cachaça são alguns desses produtos brasileiros que terão o registro reconhecido no acordo.

Lula e Gilmar Mendes: o dono e o rei do PT. SAIBA TUDO

Por outro lado, produtos como o queijo Parmigiano-Reggiano -popularmente conhecido como parmesão- entra na lista dos patenteados da União Europeia, e a comercialização nos países que integram os blocos deverão registrar este nome nas embalagens.

Comentários

  • Annibal -

    Patentear a pior classe política do mundo. Patrimônio nacional.

  • Marcelo -

    Muito boa a perspectiva econômica mas isso é só um bônus. O verdadeiro sentido pra esse acordo é que está profetizado que o Brasil salvará a Europa do Islã pelo renascer do Cristianismo.

  • FORACENSURA -

    Onde está o partido Novo? Nenhum comentário ou elogio sobre a maior medida liberal já tomada em qualquer governo brasileiro? Que coisa, parece até que o Novo é uma distração da esquerda.

Ler 51 comentários