CADE não incluiu fornecedor de Dilma em investigação

O CADE abriu em junho uma investigação sobre o cartel das empresas de saco lixo. O Globo noticiou que a quadrilha atuou de 2008 a 2014 em cinco estados, SP, MG, PR, MT e MS. Foram arroladas na apuração um total de 14 empresas. Curiosamente, a Izzoplast não foi incluída na investigação do CADE. Será que o CADE não viu a denúncia do MP paulista contra a fornecedora da campanha de Dilma? Caso não tenha visto, o Antagonista reproduz abaixo o trecho da investigação que cita Flavio Dini, sócio da Izzoplast. O documento foi gentilmente cedido pelo repórter Vinicius Lousada, de Bauru.

Faça o primeiro comentário