Caixa comum de Dilma e Temer

A campanha de Dilma Rousseff, em 2014, pagou o salário de quatro assessores pessoais de Michel Temer.

De acordo com os dados publicados pela Folha de S. Paulo, a chefe de gabinete, dois assessores de imprensa e o assessor jurídico do atual presidente “receberam, juntos, 543 mil reais de julho a outubro de 2014”.

Se o TSE cassar Dilma Rousseff, terá de cassar também Michel Temer.