ACESSE

CAIXA-PRETA DO BNDES: Sigilo escondeu empréstimos a custo quase zero para Angola

Telegram

Quando era ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC), o petista Fernando Pimentel decretou sigilo sobre as condições especiais dos empréstimos do BNDES a países amigos do PT.

No termo de classificação referente a Angola, por exemplo, Pimentel alegou que a divulgação das condições de financiamento e da estrutura de garantia poderia “prejudicar a negociação de outros financiamentos brasileiros com terceiros países”.

Na verdade, o então ministro queria evitar um escândalo.

Como mostram documentos secretos do MDIC, obtidos por O Antagonista com a agência de dados “Fiquem Sabendo”, o governo petista emprestou bilhões à ditadura de José Eduardo dos Santos a custo quase zero.

No empréstimo de US$ 1 bilhão feito em 2012, o BNDES concedeu prazo de 10 anos (além de período de carência), com taxa de juros Libor + 2% a.a., além de prêmio de seguro com custo de 9,86%.

Em outra linha de crédito adicional de US$ 2 bilhões, contratada no ano seguinte, as condições especiais praticamente se repetiram, com Libor + 2,5% a.a. e 15 anos de prazo.

Fontes de mercado consultadas afirmam que as condições desses empréstimos para Angola são impraticáveis e não cobririam sequer o custo de captação do recurso pelo BNDES.

Os grampos que ligam Joesley, da JBS, com os poderosos de vários partidos. LEIA AQUI

Comentários

  • DAISY -

    Todos os envolvidos nos empréstimos do BNDES que impuseram prejuízo ao país deveriam responder pelo crime de LESA PÁTRIA, com pena que incluísse indenização ao erário.

  • Maria -

    Isso não vai resolver nada agora com as atitudes do Dr Toffoli tdos estarão na rua.

  • Karin -

    Desgraçados! Cadê a mídia ?

Ler 224 comentários