Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

"Calamidade pública abriria cheque em branco", diz Guedes

“Calamidade pública abriria cheque em branco”, diz Guedes
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Paulo Guedes justificou hoje suas ressalvas sobre a aprovação do estado de calamidade pública em razão da pandemia. Ele disse que isso “abriria um cheque em branco” que teria força para prejudicar o Orçamento e o compromisso com a responsabilidade fiscal.

“Não apertamos o botão da calamidade pública porque abriria um cheque em branco. Nós achamos que temos um duplo compromisso: com a saúde e com a responsabilidade fiscal. Não somos irresponsáveis de endividar as futuras gerações.”

“Para mim seria fácil, como ministro da Fazenda [SIC], gastar mais 10% ou 20% do PIB”, acrescentou.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO