Calero, Medina… quem será o próximo?

O primeiro a deixar o governo ao fazer a coisa certa foi Fábio Medina Osório, que contrariou o interesse de Eliseu Padilha ao tentar mover ações de improbidade contra autoridades envolvidas no petrolão.

Marcelo Calero é o segundo ministro a entregar o cargo ao tentar fazer a coisa certa. Agora se sabe que foi coagido por Geddel Vieira Lima, e até por Michel Temer, a atropelar a lei para viabilizar a traficância do ministro baiano.

Nos dois casos, Grace Mendonça foi acionada para buscar “soluções” para as demandas do Palácio do Planalto.

Faça o primeiro comentário