Calma, Baiano

A Veja.com informa que Fernando Baiano pediu perdão judicial a Sergio Moro, sob o argumento de que os seus depoimentos de delação premiada foram essenciais para as investigações a respeito do papel de José Carlos Bumlai e do Grupo Schahin no esquema de propina no contrato do navio-sonda Vitoria 10.000 — aquele feito para pagar o empréstimo do cala-boca de 6 milhões de reais a Ronan Maria Pinto, que ameaçava contar tudo sobre a morte de Celso Daniel.

Calma, Baiano, ainda falta pegar o chefe.