Câmara conclui aprovação da nova Lei do Gás, e texto vai ao Senado

Câmara conclui aprovação da nova Lei do Gás, e texto vai ao Senado
Foto: Adriano Machado/CRUSOE

A Câmara acaba de finalizar a votação da nova Lei do Gás.

O texto aprovado tem como objetivo abrir a concorrência do setor, o que deve baratear o preço do gás.

A expectativa do governo é que a proposta destrave investimentos de até R$ 43 bilhões.

O novo marco regulatório do setor de gás termina com o monopólio da Petrobras e deve criar cerca de 4 milhões de empregos ao longo de cinco anos.

A proposta, que ainda precisa ser aprovada pelo Senado, estabelece que a exploração de gasodutos será feita por meio de autorização.

Atualmente, as empresas só podem explorar o gás natural mediante concessão — sistema mais lento, que envolve a realização de leilões.

O texto também assegura o livre acesso de outras empresas a infraestruturas essenciais, como gasodutos e terminais de liquefação da GNL.

Hoje, o Brasil tem 9,4 mil km de gasodutos. O número é inferior à infraestrutura da Argentina (16 mil km) e dos EUA (497 mil km), por exemplo.

Leia aqui a entrevista que o relator, Laércio Oliveira (PP), deu a O Antagonista sobre a nova Lei do Gás.

Leia mais: 'Crusoé' revelou pagamentos da JBS ao advogado de Bolsonaro e a participação do presidente em operação em favor do grupo dos irmãos Joesley e Wesley Batista. E os repórteres seguem investigando
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 22 comentários
TOPO