Câmara criminal do MPF manifesta preocupação com suspensão de apurações na Receita

A 2ª Câmara de Coordenação e Revisão do MPF, que reúne a cúpula do órgão em matéria criminal, manifestou hoje preocupação com a continuidade do inquérito aberto por Dias Toffoli que ontem suspendeu apurações na Receita sobre 133 autoridades e afastou dois auditores.

Em março, quando Toffoli abriu o inquérito, a 2ª CCR já havia declarado “extrema preocupação”, por  “não observância das diretrizes constitucionais e legais” e pela ausência da “indispensável participação” do MP.

Em abril, Raquel Dodge pediu o arquivamento, rejeitado pelo relator, Alexandre de Moraes.

A câmara é composta pelos subprocuradores Luiza Cristina Frischeisen, Juliano Baiocchi Villa-Verde de Carvalho e José Adonis Callou de Araújo Sá e pelos procuradores Rogério José Bento Soares do Nascimento, Márcia Noll Barboza e Claudio Dutra Fontella.

Comentários

  • poderdovoto -

    #TodoApoioALavaJato

  • jose -

    STF, o poder acima dos outros poderes. SOD - o Supremo olimpo dos deuses.

  • P -

    A Receita e o COAF devem ser prestigiados, a fim de continuarem a contribuir para o combate à corrupção. Ninguém deveria estar acima da Lei, nem o PR e seus filhos, nem o STF.

Ler 32 comentários