Camargo Corrêa deu R$100 milhões a PT e PMDB por Belo Monte

O presidente da Camargo Corrêa vai confessar que a empreiteira deu mais de 100 milhões de reais de propina ao PT e ao PMDB por Belo Monte.

Sim, você ouviu direito: 100 milhões de reais.

É um furo de O Globo, que diz:

“Segundo fontes ligadas à negociação da empreiteira com o Ministério Público, (a informação) foi fundamental para fechar a delação premiada de Dalton Avancini. O executivo contou detalhes do esquema que funcionava em Belo Monte, e só a partir daí os procuradores aceitaram fazer acordo com ele”.

Mais:

“Além de delatar propina em Belo Monte, Avancini também vai confirmar a existência e atuação do “clube vip”, cartel de empreiteiras instalado na Petrobras e também em estatais do setor elétrico”.