Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Caminhoneiro bolsonarista que atacou STF recorre ao STF para ir a atos do 7 de Setembro

Proibidos de se aproximar da praça dos Três Poderes após ameaças, Zé Trovão e dois empresários pediram HC à corte para circular livremente em manifestações
Caminhoneiro bolsonarista que atacou STF recorre ao STF para ir a atos do 7 de Setembro
Reprodução/redes sociais

Alvos da operação da Polícia Federal deflagrada contra articuladores de atos antidemocráticos no 7 de Setembro acionaram o STF para reverter a proibição de se aproximarem da praça dos Três Poderes, em Brasília, informa Bela Megale em O Globo.

O caminhoneiro Marcos Antonio Pereira Gomes, o Zé Trovão, e os empresários Turíbio Torres e Juliano Martins apresentaram HC à corte para pedir que possam “locomover-se para onde quiserem, dentro ou fora do estado em que residem, para as manifestações”.

O trio é investigado no inquérito aberto pela PGR na semana passada, que mirou também o cantor Sérgio Reis e o deputado bolsonarista Otoni de Paula.

O responsável pelo caso no STF, Alexandre de Moraes, proibiu que eles se aproximem a menos do raio de um quilômetro da praça dos Três Poderes, “para evitar a prática de infrações penais e preservação da integridade física e psicológica dos ministros, senadores, servidores ali lotados, bem como do público em geral”.

Em vídeos e postagens nas redes, Zé Trovão convocou a população para ir a Brasília e exigiu a “exoneração dos 11 ministros do STF”. Também fez ataques aos senadores da CPI da Covid e disse que agrediria Omar Aziz e Renan Calheiros.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO