Caminhoneiros fazem protesto no Porto de Santos contra BR do Mar

Um grupo de caminhoneiros realizou um protesto neste sábado, no Porto de Santos, para pedir melhorias na infraestrutura do Brasil Terminal Portuário (BTP).

O movimento, encabeçado pela Associação dos Caminhoneiros do Estado de São Paulo (Acesp), também protestava contra a aprovação da BR do Mar, a proposta do ministro Tarcísio de Freitas para abrir o setor de cabotagem.

A paralisação durou cerca de 12 horas e foi encerrada.

Segundo o Ministério da Infraestrutura, a BR do Mar deve aumentar em 40% a frota de navios para o transporte de carga no Brasil, ampliando o carregamento para 2,7 milhões de contêineres por ano.

Lideranças dos caminhoneiros, porém, acreditam que a proposta reduzirá o transporte de carga rodoviário a longa distância.

Em nota, o ministério da Infraestrutura reafirmou que a BR do Mar não vai “retirar 40% do transporte rodoviário de cargas em longa distância”.

“O crescimento da cabotagem estimado — e que não necessariamente se dará na substituição de modal por outro – não representa sequer 1% do que é movimentado por caminhões no Brasil.”

Disse ainda que “é falso que o setor rodoviário não foi ouvido pelo Ministério da Infraestrutura. No dia 17/09, o ministro Tarcísio Gomes de Freitas se reuniu com lideranças da categoria para expor o projeto, que está em debate desde março de 2019 e tramita na Câmara dos Deputados desde 14 de agosto”.

 

 

Mais notícias
TOPO