Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Campanha que levou pânico ao Senado tem Rodrigo Santoro como garoto-propaganda

A ação está sendo classificada nos bastidores do Senado como "desastrosa". A Polícia Legislativa recolheu as caixas para análise
Campanha que levou pânico ao Senado tem Rodrigo Santoro como garoto-propaganda
Foto: Humane Society International / Marcos André Pinto

Uma campanha que levou pânico a gabinetes de senadores no início da manhã de hoje tem como garoto-propaganda o ator brasileiro Rodrigo Santoro.

Como noticiamos mais cedo, chegou a gabinetes de senadores uma caixa com um boneco de coelho que, segundo relatos, “solta um pó”. O material provocou coceira em algumas pessoas que abriram a correspondência.

Trata-se, também como já registramos, de uma campanha de conscientização para que o Brasil atue para evitar testes de cosméticos em animais. A ação está sendo classificada nos bastidores do Senado como “desastrosa”. A Polícia Legislativa recolheu as caixas.

A ação é de responsabilidade do Humane Society International (HSI)“uma organização internacional que trabalha mundialmente para proteger animais em laboratório, de produção, domésticos e silvestres”. Segundo um texto de divulgação que circula entre senadores, a correspondência enviada aos parlamentares “contém duas bombas de espuma ‘bath bomb’ que são usadas em banheiras”.

A campanha, detalhou a HSI, “tem o objetivo de chamar atenção para o sofrimento vivenciando diariamente pelos milhares de animais explorados pela indústria de cosméticos e envolver consumidores e políticos na missão e banir a terrível prática”.

O tal coelho que provocou alergia em algumas pessoas é referência ao “coelhinho Ralph”, personagem que integra a campanha e, no vídeo de divulgação, é dublado em português por Rodrigo Santoro.

A HSI divulgou a seguinte nota sobre o ocorrido:

“Para comemorar o lançamento da campanha #SaveRalph da HSI, nossos amigos da Lush Cosmetics doaram alguns de seus populares sais de banho em formato de coelho, para serem distribuídos aos parceiros e aumentar a conscientização sobre a campanha. Os sais de banho da Lush são feitos, basicamente, de bicarbonato de sódio e já tiveram milhões de unidades vendidas em todo o mundo nos últimos 25 anos, sem incidentes. Nós presenteamos parceiros em vários países com 2.000 unidades desta edição, também sem incidentes. Por isso, é surpreendente e lamentável saber que dois indivíduos no Brasil relataram uma reação moderada e temporária.”

Leia mais: O impeachment de Bolsonaro entra na agenda.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO