Campanhas despejam fundão eleitoral em escritórios de advocacia e contabilidade

Campanhas despejam fundão eleitoral em escritórios de advocacia e contabilidade
Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

As campanhas eleitorais estão despejando dinheiro do fundo eleitoral em escritórios de advocacia e de contabilidade, mostra Helena Mader na Crusoé desta semana.

Apenas na primeira semana de campanha, e só em São Paulo, políticos e partidos já destinaram dinheiro para 332 bancas de advogados, com despesas que somam R$ 1,72 milhão.

Fizeram também 451 contratações de escritórios de contabilidade, ao custo total de R$ 1,3 milhão.

Parte do famoso fundão eleitoral de R$ 2 bilhões, aquele que Bolsonaro não vetou, vai bancar essa gastança.

A farra foi liberada em 2019, com mudanças na lei eleitoral.

LEIA AQUI na Crusoé desta semana.

Leia mais: O Centrão quer dominar sua 'casa'. Entenda como
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 21 comentários
TOPO