ACESSE

A canastrice de Celso de Mello

Telegram

Carlos Fernando dos Santos Lima, além de desmascarar o teatro de Rosa Weber, lamentou também a falsidade de Celso de Mello.

Ele disse na Folha de S. Paulo:

“Esse teatro de absurdos se repetiu no plenário do STF no último dia 22, pois, mesmo com a solenidade do cenário, os monólogos grandiosos de alguns de seus atores não mais fascinavam a plateia, muito mais atenta às consequências nefastas da decisão do que à erudição dos votos. Nem mesmo o seu intérprete mais experiente, o decano Celso de Mello, soava verdadeiro. Talvez acostumado a outra espécie de interpretação, plena sempre de lições morais, o mais antigo membro do tribunal se mostrava desconfortável com a obviedade do papel que se obrigou a assumir.

Como crer que ele nada tinha a ver com toda a encenação? De que se tratava de apenas mais um habeas corpus, quando fora ele próprio que colocou a presidente do Supremo perante o dilema de abrir ela mesma as cortinas do HC do condenado Luiz Inácio Lula da Silva, ou de se ver pela primeira vez na história do STF obrigada a pautar uma medida por uma questão de ordem dos demais ministros?

Como acreditar, em uma opinião sem convicção, que não se podia punir o paciente — nesse caso mais para impaciente, pela demora da Justiça — quando esse HC passou à frente de 5.000 outros? Como fazer crer que fazia o correto, quando evidente que desejava somente impedir que a Justiça criminal se tornasse verdadeiramente republicana com a pura e simples aplicação do precedente e a prisão de Lula?”

Comentários

  • Luiz -

    Triste e nojento nosso STF, com ministros fracos, coniventes com a impunidade e péssimos atores, com falas desconexa, parecendo um bando de rábulas...

  • Roda -

    Diarréia na entrada e turica na saída, que biografia!

  • MOACIR -

    CABE AO POVO TRANSFORMAR A VIDA DESSES MINISTROS NUM INFERNO, ONDE QUER QUE ELES VÃO, O POVO DEVE MOSTRAR SEU DESPREZO DA MESMA FORMA QUE FOI DESPREZADO POR ELES, ISSO SE APLICA A TODOS.

Ler 174 comentários