ACESSE

Candidato militar apoiado pela família Bolsonaro perde em eleição suplementar no Rio

Telegram

Moradores de Iguaba Grande, no Rio, foram às urnas ontem escolher o novo prefeito da cidade por meio de uma eleição suplementar — o STF confirmou a cassação da atual prefeita, Grasiella Magalhães (PP), por entender que sua gestão constitui um terceiro mandato do mesmo grupo familiar, o que é ilegal.

A chapa 100% militar, encabeçada pelo suboficial da Marinha Washington Tahim (PSL), tendo o suboficial Lincoln (Solidariedade) como vice, saiu derrotada, mesmo com o apoio do senador Flávio Bolsonaro e do vice-presidente Hamilton Mourão.

Venceu o pleito o vereador Vantoil, do Cidadania.

A derrota do clã Bolsonaro ocorre justamente no estado de Jair Bolsonaro e em uma cidade onde o presidente teve grande votação: em outubro do ano passado, Bolsonaro venceu em Iguaba com 72% dos votos válidos.

BOLSONARO SOB PRESSÃO: HÁ RISCO DE RUPTURA? Leia aqui

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 74 comentários