Candidato do PCO diz que atentado contra Bolsonaro é 'compreensível': "Não condenamos"

Renan Rosa, o desconhecido candidato do Partido da Causa Operária ao governo do Distrito Federal, em entrevista à TV Brasília, afirmou que foi “um erro da esquerda” ter se solidarizado com Jair Bolsonaro em razão do que ele chamou de “suposto atentado”.

“Quem semeia vento colhe tempestade. O Bolsonaro defendeu os ataques à caravana do Lula. Eu vou te falar: isso aí é um direito de revolta de qualquer pessoa.”

Ele continuou:

“Nós não condenamos uma pessoa que, desesperada, reage dessa maneira. Não condenamos. É compreensível.”

E mais:

“Quem cravou isso aí foi o Bolsonaro. Nós não temos nenhum tipo de solidariedade com essa direita aí. Eu não vou ter solidariedade nenhuma com uma pessoa dessa espécie.”

Comentários

  • Noely -

    Acho que vou vomitar...já volto.

  • João -

    O Antagonista poderia poupar seus leitores e não publicar comentários burros feitos por um jumento.

  • Edwi -

    Estou em dúvida. Não era errado culpar a vítima de um crime? E estou ainda mais em dúvida. Então é OK eu matar ou tentar matar quem não concorda com alguma opinião minha alegando "direito de

Ler 162 comentários