Candidaturas femininas terão 30% do fundo partidário

Seis ministros do STF já se manifestaram a favor de que 30% do fundo partidário seja obrigatoriamente destinado a candidaturas femininas.

O julgamento foi suspenso por alguns instantes.

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 56 comentários
  1. No momento que se cria cotas para cor de pele e sexo, estão institucionalizando o racismo e misoginia.
    É a perversa articulação contraditória, fingindo combater o problema em verdade promovem a discriminação. Estamos nas mãos de déspotas, esse caminho histórico sempre terminou em genocídio, as Democracias foram criadas exatamente para evitar esse tipo de arbitrariedade.

  2. Esses ministros estão malucos. Simplesmente porque quanto mais se separa as coisas, mais incontrolável fica. Primeiro, pela separação em si, que já é um malefício. Separar nunca foi “sinônimo” de união. Segundo, que depois de separado ninguém fica satisfeito com a sua parte. Os pleitos se sucedem e o conflito é inevitável.

  3. UMA VEZ MAIS, o Brasil copia de fora só o que não presta e dá mais um passo atrás.
    .
    Em vez de acabar com o fundo partidário, que seria a coisa lógica a fazer, resolvem começar a matar AINDA MAIS o pouco de meritocracia que existe neste país e copiar esses governinhos feministas e sem-vergonha de alguns países europeus com essas quotas ridículas.
    .
    Não sejam tolos. A intenção por trás disso é CLARA: Tirar proveito das regras do jogo e usar vaginas como escudo, a fim de tirar potenciais candidatos eleitos de forma correta e colocar em seu lugar os postes dos velhos caciques e calhordas de sempre. Se isso se confirmar, preparem-se mais Dilmas e Gleisis Hoffman.

  4. Este fundo é uma imoralidade. Querem reduzir os custos de uma campanha e acabar com o fenômeno dos “puxadores de voto” (um Tiririca, por exemplo)? Adotem o voto distrital para deputados estaduais e federais.

  5. O STF mais uma vez se metendo onde não devia e nem tem autoridade para. O brasileiro não aguenta mais esse negócio de cotas para tudo. As mulheres antigamente tinham força e liberdade. Mas agora estão perdendo tudo. As mulheres estão sendo obrigadas a ser o que a esquerda quer; a viver o que a esquerda quer que elas vivam, a trabalhar e a se posicionar no que a esquerda deseja. Que tristes tempos vivemos.

  6. São aqueles ministros que, não tendo recebido voto algum, gostam de “legislar pela toga” e usurpam das prerrogativas do Poder Legislativo para impor sua pauta progressista!
    Barroso e Cia. estão fazendo “moda” no STF!
    E segue o baile das togas……

  7. Patético o tema. Mais uma cota! E mais patética ainda a interferência da Justiça no tema. Continuam legislando. Mal. Agora, alguém conhece algum país civilizado com este tipo de ‘ideia’? Ou se acredita em ‘igualdade de sexos’, ou não. Mesmo com ‘raças’. Enfim, querem mesmo que uns sejam mais iguais do que os outros…

  8. Nunca é bom quando precisa ter interferência do estado na sociedade. Apontem apenas uma vez, que o estado promoveu igualdade ou inclusão nesse país? Não seria mais fácil ver o óbvio, o povo não se apeteceu das candidatas, concluir que não foram eleitas pelo sexo, é querer criar o problema onde ele não existe.

  9. Meu Deus, daqui uns dias vão obrigar o eleitor a votar em pelo menos uma mulher em cada eleição….. Que papo é este , que cria candidatos especiais, em eleição democrática?
    Novamente STF LEGISLANDO…. É estes frouxos de políticos abaixando as orelhas.

  10. Se as mulheres são a maioria do eleitorado e a definição de cota se estriba no fiat de chicaneiros, então a conclusão é inelutável: pelo menos 50% dos cargos eletivos devem destinar-se a elas. Seguir, então, o exemplo de Ruanda seria prudente — assim como a tecnologia de Bangladesh, a fim de lidar com os dramas crónicos de enxurrada e desabamento.
    Nome não é destino. Os eslovacos irritaram-se com o assassinato de um casal de jornalistas, culpando seu primeiro-ministro pela insegurança reinante no país. Nada novo, não? O cara se chama Robert Fico, mas ficar ele não ficou, malgrado seus esperneios. O presidente acaba de aceitar sua renúncia, exigida nas ruas por seus compatriotas, cansados de ineptos e corruptos. Que eficácia exibe a estratégia coletiva do catártico pé-na-bunda!

  11. Mais uma pauta ideológica, que na pratica não promoverá nada a que se propõe, novamente colocada goela abaixo da população. O pensamento revolucionário socialista é uma excrescência, busca igualdade social através do tratamento diferenciado, através da criação de privilégios, que são justifucados por qualquer absurdo ideológico. É feito para dar errado, é feito para dividir e destruir a sociedade. Depois não sabem porque a população está revoltada.

  12. São nossos ministros comunistas canalhas trabalhando para que as feminazis sejam eleitas com nosso dinheiro para nos empurrarem aborto, ideologia de gênero, destruição da figura paterna e masculina e outras bandeiras b-o-o-s-t-a-s. Acorda povo, as bandeiras comunistas estão em plena aplicação.

  13. Vamos nos preparar para as cotas de gays, índios, mendigos, cracudos, mães solteiras, transexuais, desempregados e vários outros segmentos dessa geração de mer-da que o Brasil produziu nos últimos 30 anos.

    1. É isso: primeira ou preliminarmente, essa aberração do fundo partidário não deveria nem existir.

  14. É estranho pensar que mulheres no Brasil já somam a maioria da população, inclusive dos eleitores, e ainda assim temos uma das mais baixas representações femininas do planeta na política. Ao mesmo tempo mulheres estão cada vez se engajando mais no debate público, até por conta da onda feminista. Então algo nesta conta não está fechando. Nossos partidos funcionam com donos que não abrem espaço para ninguém, o mesmo deve ocorrer com as mulheres, acho que é uma boa forma de forçar os partidos a trazerem coisas novas, na atual fase das coisas, pode ser algo bom.

    1. Mulher não entra para a política em grande parte porque NÃO SE INTERESSA. Quotas só vão servir para serem exploradas para fins escusos.
      .
      Você acabou de sair do ensino médio? Parece que está completamente doutrinado.

    2. Nunca é bom quando precisa ter interferência do estado na sociedade. Aponte apenas uma vez, que o estado promoveu igualdade ou inclusão nesse país? Não seria mais fácil ver o óbvio, o povo não se apeteceu das candidatas, concluir que não foram eleitas pelo sexo, é querer criar o problema onde ele não existe.

  15. No caso dos adeptos de Generos Diversos, por exmplo o Jeep Willys, vai levar uma parte de cada Genero ou será incluido no Genero femino ? Força-lo a receber dinehiro de qualquer dos lados é FOBIA !
    O Melhor é deixae ess duvidoso sem verba pra não causar constrangimentos às escolhas dele(a) !
    Quem sabe ?

  16. É o PT e as esquerdas se reinventando!
    O pior é o STF se meter em tudo, até em destinação de verbas do fundo partidário, que deveria ser uma prerrogativa dos partidos, do Poder Legislativo!
    Esse STF precisa ser extinto, todos esses safados e sem-vergonhas deveriam pedir demissão em 2018 para ver se entra gente nova e mais honesta, mais decente na Suprema Corte do país!
    A maior desgraça do Brasil hoje em dia chama-se PODER JUDICIÁRIO! E essa desgraça é muitíssimo bem representada pelo Supremo Tribunal Federal!

  17. O BRASIL É PATÉTICO. SISTEMA DE QUOTAS É NEGÓCIO DE ENERGÚMENO. O CRITÉRIO CERTO É POR QUALIDADE. QUE TAL FAZER QUOTAS PARA ANÕES PERVERTIDOS, GAYS, PEDÓFILOS, PRESIDIÁRIOS PEDERASTAS E JUÍZES CORRUPTOS? TODOS MERECEM UM QUINHÃO.

    ALÉM DISSO, A PORRA DO STF NÃO PODE FAZER LEIS. É UMA ABERRAÇÃO AO CUBO. O STF TEM DE PARAR DE FAZER LEIS E INTERFERIR NO LEGISLATIVO.

    O PIOR É QUE NEM O LEGISLATIVO SE MANIFESTA, POIS TEM O RABO PRESO.

  18. A aberração disso reside no fato de que as mulheres não são minoria, mas MAIORIA da população. Se não há mulheres dispostas a entrar na política e não há eleitores dispostos a votarem em mulheres, faz parte de democracia.
    Pela primeira vez criaram cota para uma maioria.!!!
    Só podia mesmo ser aqui nessa república bananeira de 5ª!

    1. para o mundo não! Para o brasil. O mundo civilizado não tem um sistema de justiça e um legislativo doente. O casamento gay é outra aberração, pois foi criada essa “lei” pelo STF. Tem de ser extinto e depois ir a congresso para fazer uma PORRA DE UMA LEI. O STF não pode legislar. Será que não tem ninguém do ministério público que proteste e faça o STF cumprir o seu papel de judiciário apenas?
      É preciso anular todas as decisões do STF que criaram “leis”. Aborto, casamento gay, e outras e que isso seja decidido pelo congresso.