Capitã cloroquina

Capitã cloroquina
(Brasília - DF, 12/06/2020) Palavras de Mayra Pinheiro, Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde. Foto: Anderson Riedel/PR

“A médica Mayra Pinheiro é o principal nome do Ministério da Saúde por trás das incessantes recomendações de remédios sem eficácia contra a Covid-19, como hidroxicloroquina e cloroquina”, diz a Folha de S. Paulo.

“Partiram dela a força-tarefa de Manaus para incentivar o uso dos medicamentos, o ofício que afirma ser inadmissível a não utilização dessas drogas e também o TrateCov, página na internet que orienta a administração de cloroquina e antibióticos até para dor de barriga de bebê.”

A reportagem perguntou a alguns advogados se a capitã cloroquina pode ser processada por causa disso. A resposta foi sim. A responsabilidade de seus chefes – Jair Bolsonaro e Eduardo Pazuello – também é indiscutível.

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
TOPO