Capitalismo de compadrio

Trechos da entrevista coletiva dos procuradores da Lava Jato:

“Dos mais de 60 milhões de reais dos contratos da Engevix com a JD Assessoria e a Jamp, 11 milhões de reais foram para o bolso de José Dirceu”.

“Tivemos a pessoa número dois do nosso país envolvida em corrupção. O governo brasileiro instaurou um capitalismo de compadrio”.

“Ainda somos explorados pela corrupção. Podemos combater esse problema com mais democracia”.

‘No caso de João Vaccari ele personificava a parte política”.

“O que mais se destaca nessa acusação é que a maior parte das pessoas acusadas fazem parte do núcleo político do esquema”.

“Não existia um rigor matemático nos repasses para este ou aquele agente político”.

“Dirceu fretou um jatinho particular por dois anos com dinheiro da propina da Petrobras”.

“Provas apontam de uma forma muito contundente que Renato Duque, para ser alçado a diretor de Serviços da Petrobras, recebeu apoio do então ministro José Dirceu”.