Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Carlos Minc, sobre Bolsonaro na Cúpula do Clima: "Favorito ao Oscar 2021 de melhor ator"

Carlos Minc, sobre Bolsonaro na Cúpula do Clima: “Favorito ao Oscar 2021 de melhor ator”
Foto: Rafael Wallace/PSB

O ex-ministro Carlos Minc disse a O Antagonista que ficou surpreso com o desempenho de Jair Bolsonaro na Cúpula do Clima, vendendo um discurso “adocicado para o mundo, enquanto destrói o meio ambiente aqui”.

“O que mais chama a atenção no discurso do Bolsonaro é a total contradição entre as palavras e os fatos, parece outro Bolsonaro. Ele faz tudo ao contrário do que está dizendo. Ele desmontou os órgãos ambientais todos, o Ibama, o ICMBio, tirou o chefe da PF na Amazônia. Incentiva os grileiros e garimpeiros ilegais. Não demarcou um hectare de terra indígena. Bolsonaro ficou dois anos dizendo que não havia desmatamento, que não tinha mudança climática, era marxismo cultural, que os ecologistas eram culpados.

Para Minc, se as novas intenções de Bolsonaro são legítimas, ele deveria mostrar isso na prática. “A melhor coisa é trazer de volta os dirigentes do ICMBio, que eram biólogos e engenheiros florestais e ele botou cinco oficiais da PM de São Paulo no lugar. Demitiu todos os chefes do Ibama regionais que combatiam a poluição. Vai trazê-los de volta? Ele proibiu na prática os fiscais do Ibama de multarem. Ele vai rever isso tudo? É muita hipocrisia e falsidade.”

Ouça a fala de Minc:

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO