Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Cármen Lúcia dá 24 horas para CPI esclarecer quebra de sigilos de Barros

Decisão da ministra do STF ocorreu em resposta a mandado de segurança impetrado pelo líder do governo na Câmara contra o presidente do colegiado, Omar Aziz
Cármen Lúcia dá 24 horas para CPI esclarecer quebra de sigilos de Barros
Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF

Cármen Lúcia deu nesta quinta-feira (19) um prazo de 24 horas para que a CPI da Covid esclareça as quebras dos sigilos telefônico, fiscal, bancário e telemático do líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, aprovadas na sua sessão de hoje.

A decisão ocorre em resposta a um mandado de segurança impetrado pelo deputado do PP paranaense na quarta (18) contra o presidente da CPI, Omar Aziz, antes mesmo de a CPI oficializar a quebra dos sigilos, informa a CNN Brasil.

Hoje, os senadores da CPI aprovaram 187 requerimentos, incluindo o acesso aos dados fiscais de Barros e de Frederick Wassef, advogado de Jair Bolsonaro.

O pedido de quebra dos sigilos do deputado foi motivado pelas acusações feitas pelo deputado Luis Miranda e por seu irmão, o servidor Luis Ricardo Miranda, de corrupção no contrato para a compra da vacina indiana Covaxin.

Em junho, O Antagonista revelou que Miranda disse ter levado essas suspeitas de corrupção ao conhecimento de Bolsonaro —que, segundo o deputado, citou o nome de seu líder na Câmara.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO