Cármen Lúcia não aceita adiar

Cármen Lúcia se juntou a Edson Fachin e Celso de Mello contra a dobradinha de Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes para adiar o julgamento do pedido de liberdade de Lula e levá-lo ao plenário, juntamente com outro habeas corpus apresentado pela defesa.

“O princípio da igualdade de todos perante a lei faz com que tenhamos julgamento, tal como prevê nosso regimento e nossas leis”, afirmou a ministra.

Comentários

  • Alexandre -

    LEVANDOPROPINA E BOCA DE SAPO é uma vergonha nacional. Sempre tentando livrar o bandido 9 dedos da cadeia!

  • Luciano -

    E assim o julgamento será enviado ao Plenário como querem Gilmar e Lewandowski, já que as justas alegações de Carmem não foram ouvidas..., digo, foram ignoradas pela Dupla da Vergonha.

  • Marineusa -

    Este princípio está furado! A impressão que passa que o único que tem esse direito, é o presidiário de estimação do STF. Viva a Lava Jato !

Ler 46 comentários