Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Cármen Lúcia rejeita pedido de Tolentino para não ir à CPI e depor por escrito

Advogado é suspeito de ser sócio oculto da FIB Bank, que deu à Precisa garantia irregular para fechar a venda de 20 milhões de doses de Covaxin ao governo
Cármen Lúcia rejeita pedido de Tolentino para não ir à CPI e depor por escrito
Reprodução/Rede Brasil de Televisão

Cármen Lúcia rejeitou nesta sexta-feira, 3, pedido de Marcos Tolentino para depor por escrito à CPI da Covid e manteve o advogado obrigado a comparecer ao depoimento assim que for agendado pela comissão.

Amigo de Ricardo Barros, Tolentino é suspeito de ser sócio oculto da FIB Bank, que forneceu à Precisa uma garantia irregular para fechar a venda de 20 milhões de doses da vacina indiana Covaxin ao governo federal.

LEIA AQUI a reportagem de Ana Viriato na Crusoé; assine a revista e apoie o jornalismo independente.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO