Cármen Lúcia volta a proibir acesso a 'celular-bomba' da JBS

Telegram

Cármen Lúcia proibiu mais uma vez a CPI do BNDES na Câmara de acessar o conteúdo do celular de Francisco de Assis e Silva, o ex-diretor jurídico do grupo J&F.

Assis e Silva vem se negando a fornecer a senha do aparelho, apreendido em 2017.

Leia a reportagem de Mateus Coutinho na Crusoé:

Cármen Lúcia volta a proibir acesso de CPI a ‘celular-bomba’ da JBS

Comentários

  • Luiz -

    Mais uma que já está gaga.

  • Oliver -

    Mas claro,deve ter alguém do s te f envolvido.Até quando meu Deus, até quando teremos este sistema lixo no Brasil.

  • susan -

    Dá vontade de vomitar. A única pessoa que passava idoneidade no STF faz isto. Até tu Carminha com medo de estar nas listas...

Ler 114 comentários